Tratamentos não cirúrgicos

Existem diferentes tipos de laser

Existem técnicas alternativas não convencionais para tratar as varizes que também são importantes. A seguir, enumeramos e tratamos de explicar brevemente em que consiste cada um destes procedimentos não cirúrgicos para a eliminação das varizes.

Esclerose química ou com espuma. A esclerose química o escleroterapia consiste na injecçãode um medicamento o esclerosante mezclado com um anestésico local dentro da veia a tratar, provocando sua desaparição. É um tratamento não invasivo bastante efectivo quando se aplica a veias de pequeno calibre menores de 3 mm de diâmetro (as denominadas “aranhas vasculares”).

Crioesclerose: Se realiza igual que a esclerose química, com a única excepção de que aqui se emprega uma agulha especial chamada “crio-seringa”. Este dispositivo se divide em dois compartimentos: em um deles se coloca a seringa com o esclerosante especial (glicerina cromada) que tolera as baixas temperaturas (-40ºC) sem congelar-se, e no outro, a neve carbônica, que é a que possui o frio necessário para que o esclerosante alcance e mantenha esses -40ºC durante os 30 minutos que dura a sessão. Este tratamento tem incluso melhores resultados que a esclerose química.

TRV (tratamento radical das varizes) ou escleroterapia com microespuma. A escleroterapia com micro-espuma es un procedimento muito eficaz para o tratamento de varizes voluminosas que, em ocasiões, sustitui a cirurgia, pois está indicado em todos os casos susceptívels de tratamento cirúrgico e, incluso, em aqueles cuja complexidade impede uma cirugia com bom resultado. Consiste na injecção de um esclerosante em forma de espuma, baixo controlo ecográfico, que provoca o fechamento da varize. É uma terapia que apenas produz molestias pois não requer hospitalização nem baixa laboral.

Termocoagulação: É utilizada solamente en várices pequenas ou aranhas vasculares e consiste em aplicar calor sobre a veia afectada com o propósito de que ela mesma se seque.

Fisiatria: o objetivo de éste tratamento é evitar a perda de substâncias provocada pela má oxigenação, o que é o mesmo, favorecer a circulacção sanguínea.

Electrofulguração: A electrofulguração éum procedimento que usa a corrente alterna de alta frequência para tratar os derrames derivados das varizes.

Micropuntura cromática: É uma técnica que, mediante punturas, permite implantar colágeno -associado a pigmentos- destinado a correcção de manchas produzidas pelas varizes.

Dermoabrasão: Este método para a eliminação das varizes consiste en realizar uma abrasão física o “peeling” das camadas superficiais da pele que se separam, incluindo os pequenos derrames, e que são logo substituidos por pele renovada.

Tratamento com laser superficial

O Laser superficial é uma nova técnica que emprega uma equipa de última geração para a eliminação de pequenas veias superficiais (aranhas vasculares, veias residuais, etc.). A acção do calor liberado pela luz laser produz uma coagulação do sangue no interior do vaso que faz com que esta se colapse. Para conseguir-lo são necessárias varias sessões consecutivas sobre a mesma zona com um período de separação entre elas não inferior a 6 semanas. Os resultados que se obtém com este procedimento são variáveis e podem surgir algumas complicações como ampolas, endemas e/ou costras (são superficiais, por isso que não produzem nenhuma cicatriz e se tratam como uma queimadura) e pigmentação (as áreas tratadas podem aumentar ou diminuir sua pigmentação sendo temporário e desaparecendo em pouco tempo). Em casos selecionados e nos membros inferiores se alcançam resultados semelhantes aos obtidos com a esclerose.


Ganhe 5€ de boas vindas Inscreva-se e aproveite agora de 5€ de desconto e muitas outras ofertas